Conhecer a Doença

Artrite  Reumatóide

Image

Em Portugal existem cerca de 40.000 doentes diagnosticados com Artrite Reumatóide, uma doença inflamatória crónica que pode limitar os gestos diários destes doentes, como abrir uma porta, agarrar uma caneta ou calçar uns sapatos.

A Artrite Reumatóide é uma doença reumática inflamatória crónica de etiologia desconhecida. Ocorre em todas as idades e apresenta, como manifestação predominante, o envolvimento repetido e habitualmente crónico das estruturas articulares e periarticulares. Pode, contudo, afectar o tecido conjuntivo em qualquer parte do organismo e originar as mais variadas manifestações sistémicas.

Quando não tratada precoce e correctamente, a artrite reumatóide acarreta, em geral, graves consequências para os doentes, traduzidas em incapacidade funcional e para o trabalho.

Tem elevada comorbilidade e mortalidade acrescida em relação à população em geral.

Factores de risco

Género

As mulheres são frequentemente mais afectadas
(quatro mulheres para um homem).

Idade

É, sobretudo, uma doença dos adultos jovens e das mulheres
pós-menopáusicas.

Historial de doença e vacinação

Esporadicamente, surgem casos de artrite depois de infecções por
parvovírus e vírus da rubéola ou vacinações para a rubéola, tétano,
hepatite B e influenza.

Formas de prevenção

Entre os factores de protecção sugeridos destacam-se a gravidez, o uso de contraceptivos orais e a ingestão moderada de álcool.

O diagnóstico precoce é fundamental, uma vez que esta doença, diagnosticada nos primeiros três a seis meses do seu curso clínico e tratada correctamente, tem grandes probabilidades de não evoluir para a incapacidade funcional para o trabalho, diminuir a comorbilidade e não reduzir a esperança média de vida.

Não podemos evitar o surgimento da doença. A prevenção destina-se, fundamentalmente, a diminuir a gravidade da doença, de forma a reduzir a incapacidade funcional e a melhorar a qualidade de vida.

(Fonte: Ministério da Saúde)

Sintomas

O principal sintoma é a inflamação das articulações. Além disso, podem aparecer nódulos duros nos cotovelos, ou na zona dorsal dos dedos das mãos e dos pés; também podem localizar-se nos órgãos internos. Com o tempo, a deterioração progressiva das articulações afectadas pode levar a deformidades.

Sinais e sintomas que se apresentam na artrite reumatóide:

1. Dor articular
2. Inflamação articular
3. Rigidez articular e matinal (sensação de “prisão” dos movimentos)
4. Febre
5. Cansaço

Causas

A Artrite Reumatoide(AR) manifesta-se por uma inflamação das articulações. A inflamação é uma reacção do organismo a uma agressão, como o inchaço após um traumatismo ou a garganta inflamada após uma infecção.

Não é conhecida a causa da AR: poderá tratar-se de um agente externo, um vírus ou um agente interno. Por uma razão desconhecida, o organismo deixa de reconhecer a articulação como sua e reage contra ela – reacção auto-imune. Outra hipótese será a de que não há agressão, mas uma reacção inflamatória que aparece sem razão, depois de uma desregulação inexplicável do organismo.

Diagnóstico

O diagnóstico precoce é feito com base na verificação de:

tumefacção de três ou mais articulações;
envolvimento das articulações metacarpofalângicas e/ou metatarsofalângicas;
rigidez matinal superior a trinta minutos;
simetria do envolvimento articular.
Não basta fazer exames laboratoriais e radiografias para estabelecer o diagnóstico. É necessário realizar outros exames, como a cintigrafia, a ultrassonografia e a ressonância magnética nuclear, pois são estes que revelam sinovite (inflamação da membrana sinovial) ao termo de apenas algumas semanas.

(Fonte: Ministério da Saúde)

Tratamento

Nos últimos 15 anos, o tratamento da artrite reumatóide evoluiu significativamente, em consequência da avaliação da actividade inflamatória, do conhecimento dos factores de pior prognóstico, do uso precoce de fármacos anti-reumáticos de acção lenta, do aparecimento de terapêutica combinada e, mais recentemente, da terapêutica biológica.

Os doentes com artrite reumatóide devem ser acompanhados por um médico reumatologista.

(Fonte: Ministério da Saúde)

Partilhe esta e outras informações com os seu familiares e amigos, nas redes sociais para isso utilize os links da rede social onde deseja fazer a sua partilha, situados na lateral esquerda do site. A A.N.D.A.R. agradece.

Um Futuro Melhor Ao Alcance Das Suas Mãos